ClipaTec Informática

Receba novidades por e-mail. Digite seu e-mail abaixo e clique no botão "Cadastrar"

Delivered by FeedBurner

5 de dezembro de 2010

Sistema Operacional

Em um sistema computacional, podemos observar que um depende do outro (Hardware à Software à Peopleware).
Um Hardware não trabalha se antes não receber uma série de instruções que o ensine/instrui do que ele deve fazer, e quem faz isso são os softwares.
O S.O é o software principal do computador, um computador sem um S.O seria o mesmo que um carro sem combustível, ou seja, não funciona.


Afinal, o que vem a ser realmente um Sistema Operacional?

O S.O tecnicamente explicando, é um conjunto de programas lógicos que gerenciam os recursos do sistema e oferece uma interface entre o computador e o usuário.
É o primeiro software a ser carregado quando ligamos o computador e o último a ser finalizado.
Ele é considerado o software principal do computador, pois possui várias funções como controlar todos os recursos e programas do computador, gerenciar a memória, interpretar os comandos dos usuários, através dele o usuário se interagi com o computador, oferece uma forma fácil ao usuário de utilizar o computador, é responsável pelo acesso aos periféricos, enfim, ele é responsável pelo funcionamento do computador.
Dentre os sistemas operacionais mais conhecidos podemos destacar:
    -  Windows;
    - linux;
    - Mac OS X;
    Solaris;
    - MS-DOS;
-   - Minix;
    - Haiku.

É importante ressaltar que os Sistemas Operacionais não encontrados apenas em computadores, existem outros meios que utilizam um S.O para seu funcionamento, como celulares, carros dentre outros.

Evolução Histórica dos Sistemas Operacionais

Por causa dos grandes avanços ocorridos no hardware, houve uma evolução nos sistemas operacionais. Com isso surgem três níveis de gerações de sistemas operacionais:
O primeiro nível surgiu nos anos 50, é constituído por sistemas operacionais básicos, onde auxiliava os programas nas operações de entrada e saída e na tradução nos programas fonte, escritos em linguagens pouco evoluídas.
“O segundo nível esteve disponível na década de 60 e a sua ajuda à programação foi mais decisiva, proporcionando tradutores simbólicos mais evoluídos, programas de serviços para transferência de informação entre periféricos e programas de controle de entrada e saída, ou seja, os famosos IOCS( Input Output Control System).”
O terceiro nível de sistemas operacionais surgiu na década de 70.  Estes sistemas contribuíram muito para a programação que até foram rompidas as normas clássicas do processo informático. Os tradutores de altíssimo rendimento então incorporados têm permitido hoje em dia a utilização de linguagem de programação simbólica quase idênticas à linguagem utilizada pelo homem, reduzindo sensivelmente o tempo gasto na produção bem como o tempo de aprendizagem de novas linguagens.
(Por Welinton Junior Dias)

0 comentários:

Postar um comentário

Visite nossa página de Política de comentarios antes de comentar para ter certeza de que seu comentário não será excluído! Lembre-se, assim que aprovarmos o teu comentário ele será publicado, por isso, não deixe de sempre visitar nosso blog e conferir nossa resposta ao seu comentário, abraço!