ClipaTec Informática

Receba novidades por e-mail. Digite seu e-mail abaixo e clique no botão "Cadastrar"

Delivered by FeedBurner

18 de fevereiro de 2011

Evolução do computador

Desde o princípio o homem já buscava formas de aperfeiçoar ainda mais os computadores e isso só foi possível graças aos grandes avanços tecnológicos. A revolução industrial também contribuiu para a evolução dos computadores.
A evolução dos computadores foi extremamente rápida e observando a linha do tempo desde os primeiros computadores até hoje foi possível realizar uma classificação na história do computador, sendo assim nasce as cinco gerações de computadores.
As máquinas de Babbage nunca foram produzidas, ele apenas idealizou como seria as máquinas na qual ele criaria por algumas razões ele não obteve o resultado esperado, contudo ele deixou o protótipo de suas máquinas que foram muito úteis posteriormente, pois serviu de base para a criação dos computadores modernos, e por este motivo ele é considerado o pai da informática, pois as evoluções dos computadores se deram através dos seus modelos deixados.
Primeira geração (1940 – 1955)

Nesta geração, a evolução mais atraente foi o uso das válvulas.
Os computadores eram gigantescos ocupando espaços grandes, construído inteiramente por circuitos eletrônicos, não possuíam sistema operacional, uso de cartões perfurados, realizavam um job por vez extremamente limitados em relação a capacidade e tamanho dos programas.
Podemos citar como exemplos, os computadores: Mark 1 (1944), ENIAC (1945), EDVAC e EDSAC(1949) e o UNIVAC (1951).

Segunda geração (1955 – 1965)

A evolução principal desta geração foi a criação e introdução do transistor que substituiu as válvulas.
O transistor não se aquecia muito como as válvulas, tinham um maior poder de cálculos, consumia menos energia, eram mais confiáveis e não precisava de um tempo para se aquecer.
Criado em 1952 pela Bell Laboratories e outra característica do transistor é que os cálculos passaram a ser medidos em microssegundos ao invés de segundos.
Para executar uma tarefa o programador passava as instruções nos cartões perfurados utilizando linguagens de programações como a FORTRAN, COBOL ou ALGOL e entregavam aos operadores.
Podemos citar como exemplos os computadores: IBM 650 (1954), Tradic (criado pela Bell laboratórios), IBM 1401, IBM 7094 e o IBM TX - 0 (1958).

Terceira geração (1965 – 1980)

Nesta geração os computadores passaram a possuir circuitos integrados, chips, uso da pastilha de silício, aumento de capacidade, nesta época surge o termo software em 1964 criado pela CSC (Computer Sciences Corporation) por tonar a primeira companhia de softwares, pode carregar mais de um programa na memória ao mesmo tempo.
Foi nesta época que a INTEL lançou um tipo novo de circuito integrando: o microprocessador (4004 de 4 bits).
Nasce também nosso querido Mouse em 1974 lançado juntamente com um microcomputador da Xerox,
Outro fato interessante, é que no início desta década havia cerca de 5.000 computadores nos E.U.A e no final da mesma já existia nos E.U.A cerca de 100.000 computadores.
Surge também nesta época a maior empresa de software do mundo, a Microsoft em 1975 pelos amigos Bill Gates e Paul Allen no qual criam o primeiro software Basic para o microcomputador ALTAIR.
Esta geração foi bem agitada, pois em 1977 Steve Jobs e Steve Wozniak criam o microcomputador Apple, na verdade, estava nascendo uma das maiores empresas na fabricação de Hardwares.
Como exemplos podemos citar os computadores: PDP-5 (1965), PDP-8, ALTAIR 8800 e o primeiro Apple.

Quarta geração (1980 – 1990)

Nesta geração criam-se circuitos integrados em alta escala (velocidade), surge o processamento distribuído, uso de linguagens de programações de alto nível, o disco ótico, surge o slot ISA com memória cache dentre outros vários tipos de slots, uso de monitores CGA que na maioria eram verdes ou laranja, ocorre uma maior popularização dos microcomputadores, e isso faz nascer o termo PC – Personal Computer – Computador Pessoal, placas de vídeo com cores e capacidade para rodar programas com gráficos pesados, devido ao surgimento das redes de computadores nasce também os softwares mal-intencionados, que são os vírus propriamente ditos.

Quinta geração (1990 – hoje)

Nesta geração ocorrem grandes evoluções no processamento de dados, evoluções dos processadores, aumento das capacidades de armazenamento, evoluções em todos os componentes do computador, sistemas especializados, softwares com funções especiais, em fim, a implementação de todas estas novas tecnologias vivenciadas até hoje.
Já houve debates sobre em classificar uma sexta geração para os computadores, contudo, esta idéia não apresentou pontos consideráveis para poder classificar os computadores atuais em uma nova geração.
(Por ClipaTec Informática)

0 comentários:

Postar um comentário

Visite nossa página de Política de comentarios antes de comentar para ter certeza de que seu comentário não será excluído! Lembre-se, assim que aprovarmos o teu comentário ele será publicado, por isso, não deixe de sempre visitar nosso blog e conferir nossa resposta ao seu comentário, abraço!